SOCESP
10 a 12 de junho de 2021

Tema Livre

TRABALHOS APROVADOS > RESUMO

Diagnóstico eletrocardiográfico de hipertrofia ventricular esquerda em pacientes com estenose aórtica importante: um novo escore proposto

MARIANA PEZZUTE LOPES, Vitor Emer Egypto Rosa, Francisco M A Magalhães, João Ricardo Cordeiro Fernandes, Antonio de Santis, Lucas José N T Pires , Carlos M Campos, Roney Orismar Sampaio, Flávio Tarasoutchi
INSTITUTO DO CORAÇÃO DO HCFMUSP - - SP - BRASIL

Introdução: A literatura é escassa sobre os critérios do eletrocardiograma (ECG) para hipertrofia do ventrículo esquerdo (VE) em pacientes com estenose aórtica importante. Objetivo: Avaliar a capacidade discriminatória dos critérios atuais de ECG para hipertrofia do VE em pacientes com estenose aórtica importante. Métodos: Estudo prospectivo incluindo 108 pacientes com estenose aórtica importante. Os pacientes foram submetidos à ressonância magnética cardíaca (RMC) para classificação de acordo com a presença de hipertrofia do VE, definida como massa do VE estimada (indexada pela superfície corporal) > 102 g/m2 para homens e > 88 g/m2 para mulheres. Usamos os critérios de Sokolow-Lyon, pontuação de Romhilt-Estes e critérios de voltagem de Cornell para determinar qual dos modelos usados tinha a melhor capacidade discriminativa. Resultados: 54 pacientes apresentavam critérios de hipertrofia do VE (idade 64±8 anos, 75% homens) e 54 pacientes não apresentavam tais critérios (idade 65±8 anos, 51% homens). Não houve diferenças nas características basais, exceto para o sexo (p=0,016). Os critérios de voltagem de Cornell tiveram a área sob a curva ROC (AUC) maior para a população geral (0,710) e também quando dividida pelo sexo (AUC feminina 0,763; AUC masculina 0,655). No entanto, o critério de corte de Cornell de 24 (e não 20,5) para mulheres e 22,5 para homens (e não 28,5) apresentou a melhor capacidade discriminativa. Para melhorar a capacidade discriminatória do ECG, criamos uma pontuação usando o método de regressão linear (68 + [Romhilt-Estes*2,5] + [pontuação Cornell*0,81]). Essa pontuação teve AUC de 0,790 para mulheres (ponto de corte 103) e AUC de 0,676 para homens (ponto de corte 93) (Figura 1). Conclusão: Os critérios de voltagem de Cornell tiveram a melhor acurácia para hipertrofia do VE em pacientes com estenose aórtica importante, tanto na população geral quanto divididos por sexo. No entanto, o escore proposto pode melhorar ainda mais a capacidade discriminatória do ECG nessa população

 

Realização e Secretaria Executiva

SOCESP

Organização Científica

SD Eventos

Agência Web

Inteligência Web
SOCESP

41º Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo

10 à 12 de junho de 2021