SOCESP
10 a 12 de junho de 2021

Tema Livre

TRABALHOS APROVADOS > RESUMO

Métodos de imagem multimodais e biomarcadores sistêmicos na estenose aórtica de baixo fluxo- baixo gradiente: principais achados para estratificação de risco.

Maria Antonieta Albanez A. de M. Lopes, Carlos M. Campos, Vitor E.E. Rosa, Roney O. Sampaio, Thamara C. Morais, Fábio Sândoli de Brito Júnior, Antonio S.A.L. de Santis, Carlos E. Rochitte, Alexandre Abizaid, Flavio Tarasoutchi
INSTITUTO DO CORAÇÃO DO HCFMUSP - - SP - BRASIL

FUNDAMENTOS: Níveis elevados de troponina I (hsTnT) e peptídeo natriurético do tipo B (BNP) têm sido relacionados a mau prognóstico em pacientes com estenose aórtica baixo fluxo braixo gradiente (EAoGradb). Os biomarcadores são mais baratos, mais práticos e mais acessíveis que os exames de imagem, portanto, seu uso pode ser uma alternativa aos exames de imagem na avaliação de pacientes. O objetivo do presente estudo é avaliar os achados de imagem multimodal de acordo com esses biomarcadores sistêmicos ( hsTnT e BNP) em pacientes com EAoGradb e fração de ejeção do ventrículo esquerdo reduzida (FER).

MÉTODOS: Estudo prospectivo com pacientes EAoGradb  (FEVE <50%, área valvar aórtica ≤ 1,0 cm² e gradiente médio

ANÁLISE ESTATÍSTICA: Toda a análise estadística foi realizada usando o SPSS Statistics para Windows, Versão 23. Foram empregadas estimativas de Kaplan-Meier para avaliar os possíveis fatores prognósticos de acordo com os níveis dos marcadores sistêmicos. O teste de Log-rank foi utilizado para comparar a ocorrência de eventos entre os grupos. 

RESULTADOS: 49 pacientes com EAoGradb foram incluídos (Grupo 1: 17 pacientes, Grupo 2: 14 pacientes e Grupo 3: 18 pacientes). As características clínicas (incluindo escores de risco) não foram capazes de estratificar esses grupos. Pacientes com elevação de ambos os biomarcadores tiveram menor impedância valvuloarterial (P = 0,03), menor FEVE (P = 0,02), menos insuficiência mitral moderada / grave (P = 0,01) e menos regurgitação tricúspide (P <0,01) pelo Eco2D. A RMC identificou um aumento progressivo (do Grupo 1 para o 3) dos volumes das câmaras direita e esquerda; redução da fração de ejeção direita e esquerda e aumento acentuado da fibrose miocárdica avaliada pelo volume extracelular (VEC) e volume extracelular indexado (VCEi) (Figura 1).

CONCLUSÃO: Níveis mais elevados de BNP e hsTnT em pacientes EAoGradb foram associados a piores parâmetros de imagem multimodal e podem ser um substituto da remodelação cardíaca.

Realização e Secretaria Executiva

SOCESP

Organização Científica

SD Eventos

Agência Web

Inteligência Web
SOCESP

41º Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo

10 à 12 de junho de 2021